Últimas Notícias

17/03/2020

Dois credores pedem falência da Cervejaria Backer

Dois fundos de investimento entraram na Justiça de Minas Gerais para pedir a falência da Cervejaria Backer, interditada desde que foi identificada presença de dietilenoglicol em diversos lotes da marca Belorizontina, fator que pode estar associado a nove mortes de consumidores com sintomas típicos de ingestão da substância tóxica. A empresa nega ter adquirido o dietilenoglicol.

Um dos credores, o fundo de investimentos Intercapital alega ter R$ 356.198,41 para receber da Backer. A outra ação com pedido de falência foi movida pelo fundo Interbank, que afirma ter R$ 52.561,46 para receber. A cervejaria havia recorrido, nos últimos dois anos, a crédito no mercado financeiro para ampliar sua capacidade de produção.

A fábrica da Backer, localizada na capital mineira, está fechada pelas autoridades há mais de dois meses. Desde então, a cervejaria demitiu funcionários e vem tentando renegociar dívidas. Sobre os pedidos de falência, a empresa emitiu a seguinte nota:

“Nesse momento, a prioridade da Backer é custear o tratamento médico dos clientes e amparar suas famílias. Imediatamente após o desbloqueio parcial dos bens pelo Tribunal de Justiça, ocorrido na última sexta-feira, a Backer iniciou as tratativas com os advogados dos clientes para efetivar o atendimento às suas necessidades. Todos os demais compromissos da empresa estão em segundo plano neste momento”.


ASPB - Associação de Supermercados da Paraíba
Av. Duque de Caxias, 20 Centro - João Pessoa - Paraíba | Fone: (83) 3221-9047
© Copyright 2008 - 2020 - Todos os direitos reservados