Últimas Notícias

08/07/2019

Conheça os principais motivos de quebras operacionais

Nos diferentes segmentos do varejo nacional, 36% das perdas ocorrem em razão das quebras operacionais. É, com folga, o principal fator de desperdício no setor. Para termos uma ideia da dimensão do problema, somados, os furtos internos e externos representam 31% das ocorrências de perda, cinco pontos percentuais atrás das quebras.

Os dados são da mais recente Pesquisa de Perdas no Varejo Brasileiro realizada pela Abrappe (Associação Brasileira de Prevenção de Perdas). O amplo estudo analisou também os fatores que mais desencadeiam quebras operacionais. O principal deles são os produtos vencidos, com 24% de participação, sob influência da alta incidência do problema nas farmácias. Na sequência aparece deterioração/perecibilidade, com 18% de representatividade, em razão do que ocorre, sobretudo, nos supermercados.

Produtos danificados por funcionários ou por clientes também são problema comum nas redes varejistas do Brasil, respondendo, respectivamente, por 12% e 11% do total das quebras operacionais. As demais causas representam menos de 10% cada nas incidências do problema. Dentre elas, as mais relevantes são: armazenamento inadequado (9%), embalagens violadas (8%), exposição inadequada (5%), produto esquecido ou perdido (4%) e problemas relacionados à refrigeração (3%). 

A Abrappe lembra que um bom trabalho de gestão de estoques, por meio do registro das causas antes do descarte físico do produto, pode gerar a cada varejista informações importantes para um diagnóstico mais preciso do problema em sua empresa e, dessa forma, ajudar a reduzir a incidência das quebras operacionais no curto prazo.


ASPB - Associação de Supermercados da Paraíba
Av. Duque de Caxias, 20 Centro - João Pessoa - Paraíba | Fone: (83) 3221-9047
© Copyright 2008 - 2019 - Todos os direitos reservados