Últimas Notícias

07/08/2017

Vendas de bebidas alcoólicas caem no 1º trimestre

Vendas de bebidas alcoólicas caem no 1º trimestre
A venda de bebidas alcoólicas caiu 3,4% em volume no primeiro trimestre de 2017, em relação ao mesmo período de 2016, segundo a Nielsen.
A queda é menor do que a de meses anteriores — no fim do ano passado, a retração era de 4,4%. “Ainda não há, porém, uma perspectiva clara de crescimento”, afirma Daniel Souza, da consultoria. "O consumidor não deixou de beber, mas, além de consumir menos, mudou para outras marcas", completa Souza. O segmento mais afetado foi o de destilados. A comercialização de uísque, por exemplo, diminuiu 11,3%.

"Isso beneficiou as opções mais baratas, inclusive o uísque da nossa marca, cujas vendas tiveram alta de dois dígitos no primeiro semestre", afirma Walter Celli, diretor-executivo da Beam Suntory no Brasil.

Uma das maneiras que as fabricantes encontraram para manter clientes fiéis durante a recessão foi a adoção de embalagens menores, diz Flávia Molina, diretora da Pernod Ricard no País.

Entre as bebidas alcoólicas, a cachaça foi o único segmento auditado pela Nielsen que registrou variação positiva. A categoria também se beneficiou da retração de itens mais caros, como a vodca
.
"Tivemos um crescimento de 5% nas vendas líquidas da cachaça Ypióca no nosso ano fiscal [terminado em junho]. É um produto que ganhou força com a crise por ter opções que cabem em todos os bolsos", afirma Álvaro Garcia, diretor da Diageo.


ASPB - Associação de Supermercados da Paraíba
Av. Duque de Caxias, 20 Centro - João Pessoa - Paraíba | Fone: (83) 3221-9047
© Copyright 2008 - 2017 - Todos os direitos reservados