Últimas Notícias

02/02/2021

Consumo de carne bovina deve retornar ao nível de décadas atrás

Dados da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), pontuam que o consumo brasileiro de carne bovina foi de 29,3 quilos por habitante em 2020, uma queda de 5% em relação aos 30,7 quilos por habitante de 2019, ano em que o consumo já havia recuado 9%. O patamar de 2020 é o menor da série histórica da Conab, que teve início em 1996.

Representa ainda uma redução de 13,5 quilos por habitante em relação ao ponto máximo da série, de 42,8 quilos por habitante em 2006, durante o primeiro governo Lula (PT). O número para 2020 é uma estimativa, já que ainda não há dados fechados para a produção pecuária no ano passado.

A queda do consumo ocorre em meio à alta de 18% no preço das carnes em 2020 e o aumento das exportações para a China. A perspectiva de analistas é de que os preços continuem em alta, como resultado da oferta restrita de gado no país pela forte demanda da China. Isso num cenário de menor disponibilidade de renda dos brasileiros, com desemprego em alta, avanço da pandemia e fim do auxílio emergencial. Ou seja, a expectativa é de que o consumo interno volte aos níveis anteriores aos da década de 1990.

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileira de Geografia e Estatística), as carnes de segunda, mais consumidas pela população de baixa renda, cujos rendimentos foram impulsionados pelo auxílio emergencial em 2020, foram as que mais subiram, com alta de 29,74% da costela, aumento de 27,67% do músculo e de 26,79% e 20,75%, respectivamente, do cupim e do acém. A alta das carnes nos supermercados acompanhou o aumento do preço do boi no campo.


ASPB - Associação de Supermercados da Paraíba
Av. Duque de Caxias, 20 Centro - João Pessoa - Paraíba | Fone: (83) 3221-9047
© Copyright 2008 - 2021 - Todos os direitos reservados