Últimas Notícias

09/12/2020

Pandemia muda compra de água mineral

No acumulado dos 10 primeiros meses do ano, as vendas em volume de água mineral cresceram 20% no Brasil, de acordo com dados da Kantar . O bom desempenho foi puxado por embalagens maiores – os galões e as garrafas de 1 a 2 litros.

Com a migração do consumo da rua para dentro de casa, embalagens individuais perderam fôlego, enquanto as maiores (econômicas) cresceram. Segundo a Kantar, galões de 5 a 10 litros avançaram 35% entre janeiro e outubro deste ano, na comparação com o mesmo intervalo de 2019. Também se mostraram aquecidas as vendas de versões ainda maiores, com 10 a 20 litros, registrando alta de 17%.

Mesmo as garrafas de 1 a 5 litros ganharam espaço sobre as de 300 a 500 ml, de acordo com informações da Minalba Brasil , pertencente ao Grupo Edson Queiroz. A razão é a migração do consumo de bares, restaurantes e hotéis para supermercados e atacarejos.

Informações da Coca-Cola Brasil revelam que também houve elevação na procura por águas com gás e saborizadas. “Acreditamos que além do crescimento da frequência de consumo de água mineral regular, novas linhas têm potencial para entregar um maior valor absoluto para a categoria nos próximos anos”, afirmou Pedro Rios, vice-presidente de novas bebidas da companhia

ASPB - Associação de Supermercados da Paraíba
Av. Duque de Caxias, 20 Centro - João Pessoa - Paraíba | Fone: (83) 3221-9047
© Copyright 2008 - 2021 - Todos os direitos reservados