Últimas Notícias

08/07/2019

Preços globais de alimentos recuam em junho, com forte queda em laticínios, diz

Os preços mundiais dos alimentos caíram ligeiramente em junho, encerrando uma série de cinco meses consecutivos de alta, puxados por uma acentuada queda no preço de laticínios, informou a agência de alimentos da ONU na quinta-feira. A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) também manteve sua projeção para a produção mundial de cereais em 2019 inalterada em relação a junho, mas prevendo alta de cerca de 1,2% ante 2018, com a maior parte do crescimento resultante da maior produção de trigo.

 

O índice de preços de alimentos da FAO, que mede as variações mensais de uma cesta de cereais, oleaginosas, laticínios, carnes e açúcar, ficou em média em 173 pontos no mês passado, ante um número revisado de 173,5 pontos em maio. O dado havia sido anteriormente estimado em 172,4.

O índice de preços de laticínios da FAO despencou 11,9% em relação ao valor de maio, mas ainda acumula alta de 9,4% desde o início do ano, com a fraqueza dos preços de junho provocada pelo aumento das oportunidades de exportação e fraca demanda de importação.

 

O índice de preços de vegetais da FAO também caiu, recuando 1,6% em relação ao mês anterior e tocando seu nível mais baixo desde dezembro, atingido principalmente pelo enfraquecimento dos preços do óleo de palma e do óleo de soja.

Por outro lado, o índice de preços de cereais subiu 6,7% em relação a maio e cresceu 3,8% no ano, impulsionado por um forte aumento nas cotações de exportação de milho, principalmente devido às expectativas de uma oferta de exportação muito menor no maior produtor mundial, os Estados Unidos.

 

O índice de preço da carne subiu 1,5% no mês, enquanto o índice de açúcar subiu em 4,2%. Em sua terceira previsão para 2019, a FAO projetou a produção mundial de cereais em 2,685 bilhões de toneladas, inalterada em relação ao relatório de junho e ainda 1,2% acima dos níveis de 2018.

 

A previsão para a utilização mundial de cereais em 2019/20 subiu marginalmente e agora deve ultrapassar 2,708 bilhões de toneladas - alta de 1% em relação aos níveis de 2018/19, disse a FAO.

 


ASPB - Associação de Supermercados da Paraíba
Av. Duque de Caxias, 20 Centro - João Pessoa - Paraíba | Fone: (83) 3221-9047
© Copyright 2008 - 2019 - Todos os direitos reservados