Últimas Notícias

15/05/2019

Atividade econ?mica do Brasil tem contra??o de 0,68% no 1? tri, aponta BC

A economia brasileira terminou o primeiro trimestre com contra??o depois de tr?s resultados mensais negativos, mostraram dados do Banco Central nesta quarta-feira, corroborando as preocupa?es com o ritmo da atividade econ?mica e as perspectivas de crescimento do pa?s.

O ?ndice de Atividade Econ?mica do Banco Central (IBC-Br), esp?cie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), caiu 0,28 por cento em mar?o na compara??o com o m?s anterior, segundo dado dessazonalizado divulgado pelo BC.

 

O resultado foi pior do que a expectativa de queda de 0,20 por cento em pesquisa da Reuters, e seguiu-se a recuos de 0,98 e 0,11 por cento, respectivamente, em janeiro e fevereiro.

 

Com isso, o indicador apresentou contra??o de 0,68 por cento no primeiro trimestre em rela??o aos tr?s meses anteriores, em n?mero dessazonalizado.

 

Na compara??o com mar?o de 2018, o IBC-Br apresentou queda de 2,52% e, no acumulado em 12 meses, teve alta de 1,05%, segundo n?meros observados.

 

O m?s de mar?o foi marcado por contra?es tanto na ind?stria quanto nos servi?os, em um ambiente de taxa de desemprego de 12,7 por cento no primeiro trimestre, com quase 13,4 milh?es de desempregados, e n?mero recorde de desalentados.

 

A produ??o industrial caiu 1,3 por cento no m?s, no ritmo mais forte de perdas para mar?o em dois anos, enquanto o volume de servi?os perdeu 0,7 por cento em mar?o.

 

As vendas no varejo tiveram crescimento de 0,3 por cento sobre fevereiro, por?m em um resultado abaixo do esperado.

 

?A economia continua a operar com um alto grau de ociosidade em termos de utiliza??o de recursos. Progresso na dire??o de uma consolida??o fiscal... permanece, em nossa avalia??o, sendo determinante para ancorar o sentimento do mercado, sustentar o sentimento de consumidores e empresas e alavancar o que tem sido at? agora uma recupera??o rasa e decepcionante?, avaliou o diretor de pesquisa econ?mica do Goldman Sachs para Am?rica Latina, Alberto Ramos.

 

Depois da divulga??o dos ?ltimos n?meros, Ramos reduziu a expectativa para o PIB no primeiro trimestre a uma contra??o de 0,1%, de alta de 0,2% antes, vendo aumento do PIB de 1,2% em 2019, antes 1,7%.

 

Os n?meros do PIB relativos ao in?cio de 2019 ser?o divulgados pelo IBGE em 30 de maio. No quarto trimestre do ano passado, o PIB cresceu 0,1 por cento sobre o terceiro e terminou 2018 com expans?o de 1,1 por cento, de acordo com dados do IBGE.

 

?Indicadores de atividade econ?mica do primeiro trimestre sugerem queda de 0,2% do PIB no per?odo?, estimou o Bradesco em nota.

 

Na ter?a-feira, o Banco Central apontou uma ?probabilidade relevante? de que a economia brasileira tenha recuado ligeiramente no primeiro trimestre deste ano sobre os tr?s meses anteriores.

 

As expectativas de crescimento para o Brasil v?m sofrendo sucessivas redu?es. A mais recente pesquisa Focus realizada semanalmente pelo BC junto a uma centena de economistas mostrou que a estimativa para a atividade neste ano ? de crescimento de 1,45 por cento, indo a 2,50 por cento em 2020.

 

O ministro da Economia, Paulo Guedes afirmou em audi?ncia p?blica na Comiss?o Mista de Or?amento (CMO) do Congresso que a proje??o de crescimento do governo para a economia neste ano caiu para 1,5%. Por enquanto, o governo estima oficialmente alta de 2,2% do PIB.


ASPB - Associação de Supermercados da Paraíba
Av. Duque de Caxias, 20 Centro - João Pessoa - Paraíba | Fone: (83) 3221-9047
© Copyright 2008 - 2019 - Todos os direitos reservados