Últimas Notícias

28/09/2017

3corações está em negociação com a marca Toko, de Minas

3corações está em negociação com a marca Toko, de Minas
O Grupo 3corações, empresa da São Miguel Holding e da israelense Strauss, está prestes a concluir mais uma aquisição no segmento de café. Pedro Lima, presidente da empresa, disse ao Valor que a transação para comprar a marca Toko, de Juiz de Fora (MG), está em fase final. Será a segunda aquisição da empresa neste ano - em maio, o grupo arrematou em leilão a tradicional marca pernambucana Cirol e está investindo, de imediato, R$ 20 milhões para trazê-la de volta ao mercado.Lima não informou o valor da transação com a Toko. Ele afirmou que o plano é fazer com a marca mineira, que vinha reduzindo atividades nos últimos anos, o mesmo que está sendo feito com a Cirol em Pernambuco: fortalecê-la no mercado local. "O café tem uma relação muito íntima com as pessoas. O consumidor costuma ser leal e fiel às marcas", disse.

Em Pernambuco, a 3corações é líder de mercado com uma fatia de 40% - 50% considerando apenas a capital do Estado - com a marca Santa Clara. Renascida, a Cirol chega ao mercado com um perfil mais premium, apelando para o nível de lembrança (recall) da marca entre os consumidores locais. A marca tem 70 anos, mas estava fora de circulação desde 2009. Em maio, foi vendida à 3corações por R$ 2 milhões em um leilão de massa falida do grupo familiar dono do negócio. "Em um segundo momento, pretendemos levar também a Cirol para Paraíba e Rio Grande do Norte", disse Lima. A produção da Cirol será na fábrica da empresa no Rio Grande do Norte.

Com lucro de R$ 188,8 milhões no ano passado e receita líquida de mais de R$ 3,1 bilhões, 22% acima de 2015, a companhia deve crescer entre 15% e 17% este ano, estimou Lima. Os números refletem a resiliência do mercado de café diante da crise e justificam o otimismo do empresário diante dos rumos da economia do País.

"A economia está descolando da política porque não vemos mudança radical nos pilares da democracia, as instituições estão funcionando. Não vemos acontecer com o Brasil o que ocorreu com a Venezuela", comentou.

Ele enxerga grande potencial para crescimento da empresa via aquisições uma vez que mais de 40% do mercado do café está nas mãos de pequenas e médias empresas. Em paralelo, a 3corações vai continuar investindo em crescimento orgânico. Apenas este ano, estão sendo desembolsados R$ 60 milhões em aumento da capacidade produtiva nas seis fábricas da empresa nos Estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Outros R$ 100 milhões serão gastos com marketing.

No plano estratégico elaborado para o período entre 2017 e 2021, a companhia pretende fazer um esforço para manter a sua margem Ebitda (percentual que sobra da receita antes das despesas com juros impostos, amortizações e depreciações), diante da pressão da concorrência.

Até 2021, a 3corações prevê congelar o seu patamar de endividamento em no máximo uma vez o Ebitda. Uma oferta pública inicial de ações também não deve ocorrer até lá. "Captações grandes só diante de uma oportunidade de aquisição muito grande", afirmou.

Além das marcas Santa Clara, Cirol e Toko, a 3corações é dona da Iguaçu, Itamaraty, Pimpinela, Kimimo, Letícia, Grão Fino, Amigo e Cruzeiro. A empresa é líder nacional no segmento de café torrado e moído, com 24% do mercado.


ASPB - Associação de Supermercados da Paraíba
Av. Duque de Caxias, 20 Centro - João Pessoa - Paraíba | Fone: (83) 3221-9047
© Copyright 2008 - 2017 - Todos os direitos reservados